segunda-feira, 25 de abril de 2016

Rituais para a hora de dormir (1 a 3 anos) - parte 2

Boa tarde meninas,

Hoje vim deixar dicas para o ritual na hora de dormir, algumas eu aplico aqui, as vezes dão certo, as vezes não! Meu comentários estarão de vermelho.

Vocês podem ler o primeiro post AQUI!

Vamos as dicas:

Deixe-o gastar energia

Às vezes pode ser útil fazer seu filho gastar bastante energia antes de começar o ritual propriamente dito. "Meu filho corre pelado pela casa por uns 20 minutos, atrás do cachorro, para depois entrar no banho", diz uma leitora. O importante é que a brincadeira agitada seja seguida de uma atividade bem mais calma. 

Geralmente o Gu brinca comigo e com o marido, dança, corre, brinca com a Mel, sempre deixamos gastar energia!!!



Aposte no poder tranquilizador da água

O banho é uma das estratégias mais usadas pelos pais para acalmar a criança antes de dormir. A água é um tranquilizante natural, e a criança ainda fica limpinha e quentinha para ir para a cama. Mas existem aquelas que ficam excitadas demais no banho, e acabam se acelerando. Se for o caso do seu filho, dê o banho mais cedo e invista em atividades mais calmas perto da hora da cama, como ler uma história. 

Aqui depende o dia o banho acalma, depende o dia agita! Quando ele fica agitado, nós entramos com historias já na cama.

Cuidados básicos de higiene

Nada como aproveitar o ritual da hora de dormir para fazer todas aquelas coisas necessárias ao asseio e à higiene: escovar os dentes, trocar a fralda ou ir ao banheiro, dependendo da idade, colocar um pijama limpo. O hábito de escovar os dentes é essencial -- quanto antes você começar, melhor, para que seu filho se acostume com ele. 

Aqui temos pijamas desde pequetito, então esse momento acontece assim que trocamos a fralda, e ele também já escova os dentes antes de dormir!

Brincadeiras calmas

Jogar um jogo simples ou fazer uma brincadeira tranquila com seu filho antes de dormir é um ótimo jeito de passar um tempinho gostoso com ele -- não precisa ser mais que 15 minutos --, principalmente se você passa muito tempo fora de casa. 

Crianças mais velhas podem brincar com quebra-cabeças simples ou peças de encaixar. As mais novas podem brincar de esconde-esconde (esconda alguma coisa para ela achar). Vale cantar musiquinhas ou fazer brincadeiras que introduzam o conceito de números e até letras. 

Temos brinquedos de peças de encaixar tanto na sala quanto no quarto e a noite sempre brincamos com ele, ajuda na coordenação e muitas vezes a bater o sono.



Bata um papo

A hora de dormir é uma boa oportunidade para conversar com a criança. Faça perguntas específicas, para conseguir respostas mais complexas. "Qual foi a coisa mais chata da escola hoje?" é mais promissor que "Foi tudo bem na escola hoje?". Conversando com você, a criança tem chance de desabafar sobre algo que a esteja preocupando, e que possa prejudicar o sono. 

Se seu filho não falar muito, você mesmo pode contar como foi o dia dele (e o seu). A vantagem é que você não vai precisar usar a imaginação para inventar histórias (nem todo mundo é tão criativo) e ele vai aprender novas palavras e aumentar seu vocabulário. 

Eu falo o tempo inteiro com ele, mais na hora do sono muita conversa deixa ele agitado, então aqui é complicado!

Boa noite para todo mundo

Muitas crianças gostam da brincadeira de dar boa noite para tudo e todos da casa: as pessoas, os bichos de estimação, os animais de pelúcia, a lua etc. etc. É divertido, mas você tem de saber quando parar, senão ele vai querer se despedir até o dia raiar... (Crianças desta idade são especialistas em enrolar na hora de dormir.

Aqui sempre damos boa noite pra mel, e pro papai quando eu vou coloca-lo dormir, ou pra mim quando é o papai. Ele faz tchau, manda beijo, uma graça.



Conte uma história

A historinha na hora de dormir tem inúmeras vantagens: acalma a criança, aproxima vocês dois, ensina novas palavras e abre novos mundos para ela. Determine um período de tempo ou um número de histórias, depois dê boa noite e diga que é hora de dormir. 

Há várias opções: 
  •  Conte uma história de cabeça: não é difícil lembrar os "Três Porquinhos" ou a "Chapeuzinho Vermelho". Pode ser também algum filme apropriado para crianças. Faça vozes engraçadas e divirta-se (mas cuidado para não exagerar na bagunça).
  • Conte a história de um filme ou desenho de que ele goste muito: seu filho vai gostar de reconhecer os personagens e você tem um "roteiro pronto" para seguir.
  • Conte a história da vida dele: descreva como os pais se conheceram e começaram a namorar, como foi o dia em que ele nasceu, as peripécias de bebê...
  • Conte uma história em tom repetitivo, monocórdico (meio chato mesmo, baixando a voz, para atrair o sono), dizendo, por exemplo, que, depois de brincar com a Branca de Neve, o Soneca foi dormir, o Zangado foi dormir, o Dengoso foi dormir, o Atchim foi dormir, assim por diante. Você pode usar essa estratégia em algum ponto de uma história normal, quando os personagens vão dormir -- com sorte, o seu personagem principal vai dormir também.
  • Invente uma história com ele como personagem: a criança pode colaborar na narrativa. É uma ótima forma de exercitar a imaginação.
  • Leia um livro. Pode ser um livrinho com figuras, mas pode também ser um livro para crianças mais velhas. A vantagem é que a linguagem acaba sendo diferente daquela que você usa no dia-a-dia, e a criança tem acesso a um vocabulário novo. Até a estruturação das frases e o ritmo do texto são diferentes, o que contribui para ampliar as habilidades linguísticas dela.
  •  Você pode deixar seu filho escolher a história. Prepare-se, porque certamente você vai ter de repetir a mesma história noites e noites a fio. 
Temos contado histórias todos os dias pra ele dormir, e ele ama, escuta, pega o livro me mostra objetos que conhece, e as vezes até me conta a história do jeitinho dele (não entendemos quase nada, ou até nada). Acho lindo, vejo que ele já gosta de leitura.



Cante canções de ninar

Tudo bem que seu filho já está maiorzinho, mas a voz dos pais ainda é seu som favorito, e uma canção de ninar faz maravilhas para acalmá-lo. "Escolho duas músicas por noite e canto para eles, depois canto a nossa música de boa noite", conta uma leitora, mãe de dois meninos. 

"Eles já sabem que aquela é a última. Às vezes eles cantam junto, mas na maioria das vezes só gostam de me ouvir cantar." Vale a mesma dica: estabelecer um número fixo de músicas, para não ter de ficar cantando horas até ele finalmente fechar os olhos. 

Vou ser sincera cantar musicas só funcionou até uns 6 meses, o Gu não tem muita paciência na hora de dormir pra ouvir musica cantada.

Toque música

O último passo do seu ritual pode ser colocar música suave para tocar, depois que você sai do quarto. Só é preciso tomar cuidado para que a música não acabe se tornando uma muleta: seu filho precisa conseguir adormecer sem ela, porque no meio da madrugada, por exemplo, não faz sentido ligar o som de novo. 

Todos nós acordamos no meio da noite. Isso só vira um problema quando toda vez for preciso chamar a mamãe ou o papai (ou ligar o rádio, ou a TV...) para pegar no sono outra vez. 

O Gu tem um mobile que toca uma canção de ninar, as vezes nós recorremos a ela na hora do sono, e por incrível que pareça quase sempre funciona.

Deixe uma luz acesa

Na hora de sair do quarto, deixe uma luzinha acesa. Pode ser a luz do corredor ou do banheiro, ou aquelas lampadinhas especiais para crianças, bem fraquinhas, que são ligadas direto na tomada. Muitas crianças desta idade têm medo do escuro, e uma luz pode ajudar bastante.

Já percebi que ele não tem medo de escuro, mais não gosta de acordar no breu total, então deixamos a luz da escada acessa!

Fonte: aqui
  
Espero que as dicas sejam validas para as mamães e futuras mamães.

E me contem como tem sido a hora de dormir por ai?

Beijos e até já =*