segunda-feira, 15 de agosto de 2016

2 anos e 2 meses de Gustavo

Boa tarde pessoal,

Eu sei sumi, mas aconteceu tantas coisas, e o Gu ficou doentinho, realmente não tive tempo. Mais agora estou voltando pra ficar prometo que dessa vez é pra valer!

E vou começar hoje com a pesquisa sobre os 2 anos e 2 meses, meus comentários estarão em vermelho...



Criança em crescimento


Nesta fase, as crianças geralmente conseguem usar cerca de 50 palavras, construir frases simples e obedecer a instruções como "pega seu sapato e traz aqui para a mamãe colocar". 

É provável que você só entenda metade do que seu filho diz, mas não fique preocupada, porque tudo o que ele fala só será realmente claro por volta dos 4 anos. Crianças menores tendem a confundir pronomes e por isso costumam evitá-los, falando somente "imão pegô", em vez de "meu irmão pegou". 

A partir do segundo aniversário, as crianças perdem ainda mais aquela aparência cheinha de bebê. A cabeça passa a crescer mais devagar, enquanto membros e tronco se alongam, tornando as proporções do corpo mais parecidas com as dos adultos. 

O que ocorre é uma desaceleração considerável nos ganhos de peso e altura em relação ao primeiro ano de vida, e muitos pais têm a impressão de que os filhos se alimentam pior do que quando tinham menos de 1 ano. 

Procure não esquentar demais se seu filho não estiver comendo muito, mas continue a oferecer uma variedade de alimentos saudáveis, porque o pouquinho que ele ingerir já estará fazendo bem. 

Gustavo anda super tagarela, fala do dia todo e a mamãe tenta entender tudo, algumas coisas eu até consigo decifrar! Está uma delicia de fase, falante e ama aprender novas palavras!

Ele realmente tem comido menos do que antes, mais tem crescido muito e ganhado peso dentro do normal! Por aqui legumes eu coloco camuflado nas comidas que ele gosta!



Desenvolvimento físico: energia e independência

Com o andar firme e os passos mais equilibrados, seu filho já tem o caminhar mais parecido com o dos adultos, fazendo um movimento com os pés apoiados primeiro no calcanhar e depois nos dedos. Isso possibilita que ele tenha mais habilidade para correr, pular e jogar bola -- ótimas maneiras de gastar um pouco daquela aparentemente inesgotável energia. 


Procure reservar um tempinho todos os dias para que ele realmente possa brincar fora de casa (ou do apartamento), em atividades ao ar livre que envolvam esforço físico. A movimentação do corpo ajuda a criar força e a melhorar a coordenação motora. 

Essa coordenação também é essencial para os cuidados com a higiene que a criança começa a querer tomar conta por si só, como a escovação dos dentes e a lavagem das mãos. Por mais molhação que aqueles poucos minutinhos no banheiro causem, tente se conter e deixar que ela pratique um pouco, já que estes são importantes marcos de independência. 


E a energia aqui é inesgotável, mais percebo que quando ele corre mais dorme melhor depois.


Ele ama escovar os próprios dentes (depois a mamãe revisa a escovação), e já lava as mãos também, lógico que tudo com muita bagunça!


Destro ou canhoto?


No último ano, talvez você tenha notado uma certa preferência por uma mão ou outra, mas é daqui para a frente que o uso de uma delas será mais contínuo e ficará mais fácil de saber se seu filho é destro ou canhoto

Na dúvida, você pode segurar um brinquedo a uma certa distância e observar qual das mãozinhas ele usará para pegá-lo. Outro truque é reparar com qual delas ele segura a colher para comer. A mão dominante geralmente é mais forte e hábil. 

Uma minoria de crianças permanece ambidestra, ou seja, utiliza ambas as mãos igualmente, até um pouco mais tarde. Há ainda as que usam a mão dominante para se alimentar e escrever, porém a outra para jogar ou chutar uma bola. 

Essa é uma herança basicamente genética. Somente 10% das pessoas são canhotas, mas, se pai e mãe forem, a chance de o filho ser também aumenta para de 50%. 

O importante é não tentar mudar a preferência nata da criança, o que pode causar muita frustração e aborrecimentos, além de problemas futuros na escola. 


Por aqui ainda não percebi preferencia por alguma mão em especifico, geralmente percebo ele usando mais a direita, e para chutar bola as duas pernas, mais vou começar a prestar mais atenção a isso!



Desenvolvimento da linguagem: sinais de alerta

Nem toda criança de 2 anos conversa de forma clara, usando frases completas. Algumas se valem de gestos ou de palavras bem básicas por meses a fio, enquanto outras até que falam, mas de um jeito que só mamãe e papai conseguem entender. A princípio não há motivo de alarme em ambos os casos, apenas mantenha a atenção para ajudar ao longo deste complexo processo. 

Problemas de pronúncia são bastante normais (sendo a troca do r pelo l um dos mais comuns), assim como a troca de palavras na pressa de falar rápido e até gagueira, e geralmente nem requerem a intervenção de fonoaudiólogos. 

Procure ajuda especializada se seu filho: 

  • Quase não falar nada
  • Não imitar a linguagem dos outros
  • Nunca fizer perguntas como "Qué isso?" ou não parecer frustrado por não ser compreendido.

Como eu disse temos um tagarela e super curioso aqui, tudo ele pergunta "que isso?", acho lindinho e quando dizemos ele tenta falar a palavra, geralmente sai da maneira dele mais certinho!




Então temos por aqui uma criança arteira, curiosa, que ama Peppa e Luna. 

Ama tocar bateria, e agora já imita os bateristas dos vídeos que assiste.

Ama jogar futebol. 

Torce com o papai e grita "gol do timão"

Todo dia aprende e nos ensina algo.

Está cada dia mais falante e imitador.


E por ai quais as novidades?

Grande beijo e até já =*


quarta-feira, 6 de julho de 2016

O aniversário de 2 anos - DETALHES

Boa noite meus amores,

Hoje vim mostrar um pouco mais dos detalhes da festinha do Gu.

Como eu já comentei, eu mesma fiz os feltros para a decoração, e nós mesmas (família) arrumamos tudo no dia, e pra falar bem a verdade eu amei poder ajeitar do meu modo. Acho que nasceu uma vontade de fazer decorações ali.


















Aqui os Feltros, depois farei um post só para eles!
Os doces também fomos nós que fizemos... e tinha cupcakes, pirulitos e bombons personalizados. O brigadeiro preferi fazer de colher e deixei em uma taça para que os convidados se servissem a vontade, tinha o tradicional e o de paçoca. Além desses compramos doces típicos de festa junina e também pipoca, e fez o maior sucesso!!!

















Também tive na decoração esse quadro lindo que minha amiga blogueira Janyelle lá de Maceió fez especialmente pro Gu, e nos amamos lógico! Amiga seu quadro fez sucesso e deixou o dia do meu pequeno ainda mais lindo, agradeço imensamente!






As lembrancinhas esse ano foram apenas a sacolinha surpresa para as crianças:



Gente como eu disse no outro post valeu cada segundo, cada esforço, cada agulhada na mão, queimada de cola quente, correria com os doces... porque ele simplesmente amou a festa da "popô" e isso que importa.

Estou fazendo feltros para vender, segue o insta e a página do Face:

E também tenho a página dos doces:

Espero que tenham gostado de tudo, me deixem suas opiniões ou perguntas, ou um recadinho.

Beijos e até já =*